domingo, 23 de dezembro de 2012

Playlist dos Maias (ou A Ressaca do Apocalipse)

Post atualizado em 30 de dezembro de 2012, às 04:55

O mundo não acabou na última sexta-feira, o cabalístico 21/12/12 foi um fiasco, os maias nos passaram a perna com esse tremendo golpe publicitário do calendário e tal (nota 10 pra assessoria de imprensa deles, hahaha) e eu aproveitando a pauta mais manjada de 10 em cada 10 blogs e portais de notícias pra atualizar o Caixa da Memória. Lá vamos nós sobrevivendo a mais um apocalipse - até que alguém invente outro, baseado em alguma teoria conspiratória, profética, científica, religiosa ou o que der na telha.

Pois então, até que o mundo acabe (de novo!), a gente pode ficar galhofando da cara do Juízo Final (e da @RealMORTE também!) e ouvir umas músicas naquela vibe "como se não houvesse amanhã", sabe? Vamos a elas:


R.E.M. - It's The End of The World as We Know It 

Óbvia até o osso quando o assunto é fim de mundo! Também, com um nome desses... Que aliás, inspirou o título de um post anterior aqui no Caixa, um texto de Thiago Moreira sobre o fim do R.E.M.. Só essa notícia já seria motivo suficiente pro armagedom. Diz uma profecia ovomalteca que se você conseguir cantar essa música sem consultar a letra, sem perder o ritmo e sem gaguejar, o mundo explode. Mas se não acontecer nada, relaxe, você vai poder se amostrar pros amigos por conseguir cantas uma das letras mais complicadas da história.


Paulinho Moska - O Último Dia

Outra carta marcada musical no assunto. Foi tema de abertura daquela novela de apenas 35 capítulos e efeitos especiais um tanto duvidosos, "O Fim do Mundo". Da novela, só lembro mesmo daquela delícia dos olhos verdes, Tatiana Issa, que agora trabalha atrás das câmeras (#chatiado) e parece ter feito mais $$ do que nos tempos de Rede Globo - sua trabalho mais recente foi o comentadíssimo documentário Dzi Croquetes. Só isso já credencia a moça pra fazer o que quiser da vida. Isso e aquela Playboy de março de 1998 com ela na capa... Ô, lá em casa...
(A moça só tá precisando de um webdesigner mais competente pra dar um up no seu site pessoal... Há tempos não via algo tão mal feito na internet, meu deus!)


Pearl Jam - Do The Evolution

Essa música FODA nem fala sobre o fim dos tempos, mas o clipe é bem no espírito da coisa. Além do mais, é Pearl Jam, porra! A banda do sr. Eddie Vedder nem precisa de desculpa pra estar em qualquer playlist que seja. No mais, se o mundo acabasse mesmo, pelo menos estaríamos na vibe do rock, e não ouvindo É o Tchan! no apocalipse da década passada. #UFA!


Adriana Calcanhoto - E o Mundo Não se Acabou

Outra que também tava na trilha daquela novela, a diferença que não tem nem metade do recall de "O Último Dia", embora tenha mais de 70 anos - Carmem Miranda já cantava os versos de "Anunciaram e garantiram que o mundo ia se acabar..." desde 1900 e computador à manivela. Sério, só o compositor dessa letra deve ter "presenciado" uns 30 ou mais "últimos dias".
E tem uma versão dessa música na voz de Paula Toller e... Sandy! Não fosse essa ninfeta fora da validade dividindo os vocais, seria este o vídeo.


Raul Seixas - O Dia em que a Terra Parou

Raulzito já fazia profecias e celebrava uma sociedade alternativa muito antes dos maias ganharem o imaginário pop com seu calendário que só ia até a sexta-feira passada. Nada de enchente, tempestades, invasão alienígena, arrebatamento pentecostal, Walking Dead na vida real nem os quatro cavaleiros, sirs Guerra, Peste, Fome e Morte. No fim de Raul Seixas, o mundo simplesmente parou e ninguém saiu de casa.
[se você é 1) nerd e 2) gosta de física, já deve estar pensando a merda que isso vai dar por conta da inércia, não é mesmo?] XD


Agridoce - Dançando

Se o fim do mundo tivesse uma versão fofenha, então a trilha sonora seria essa música. A música nem menciona tanto sobre apocalipse e tal. Em compensação, se embrenha a falar de um certo imediatismo romântico, da necessidade pungente de consumar esse romance antes que tudo acabe. #poser ;P


Lula Queiroga - Todo Dia é o Fim do Mundo

Lula é o cara, mas Lula Queiroga é mais! E só esse porraloka recifense (#orgulhoPE) pra cantar aquilo que deveria ser uma obviedade: somos uma porcariazinha no universo e temos que aproveitar a vida "como se não houvesse amanhã" [2].


E eu vou parar essa porcaria por aqui mesmo, que esse negócio de música pra embalar o fim do mundo num é legal. Vai que atrai as energias negativas à solta no mundo, kkkk. (Fora que o sono que eu tô aqui tá de lascar...)
Se tiver achado esse post um desperdício de seu precioso tempo e quer algo de qualidade, clique aqui pra ler um texto bacana do jornalista Miguel Rios para a coluna O Papo é Pop, do NE10. Se você também achar o texto dele ruim, aí só lamento por você, que deve ser alma de gato.


= = = = = = = = = = = = = = = = = = = =

Um comentário:

João de Campo Grande disse...

Gostei. Logo, não sou alma de gato. E é interessante a idéia de esperar o fim com os ouvidos ocupados - afinal de contas, a audição é o último sentido que nos abandona. :)

Uêba - Os Melhores Links Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!