domingo, 5 de fevereiro de 2012

Videodrome nº 28 - Especial Chico Science

Olá, amigos caixeiros! Vocês pensaram que o Caixa da Memória ia ignorar os 15 anos sem Chico Science? Are you crazy, bitch?!

Bem, no último dia 2 de fevereiro (vulgo quinta-feira passada), completou 15 anos da morte trágica e inesperada de Francisco de Assis França, ou "apenas" Chico Science. Um dos fundadores do Movimento Manguebit (ou Manguebeat, ou simplesmente Mangue), Chico morreu num acidente de carro, no Complexo de Salgadinho, nas imediações do Shopping Tacaruna, enquanto voltava de uma festa onde havia discotecado entre amigos. Estávamos às vésperas de Carnaval, o clima do período já havia dominado a cidade, como de costume. Eis que a imprensa é tomada pela notícia bombástica. Chico Science estava morto. Pernambuco estava de luto.


A matéria especial do SBT mostra um pouco do peso que a morte de Chico Science deixou. Parecia que toda aquela efervescência cultural que tirou Recife das cinzas estava condenada a desaparecer. Ainda bem que não foi assim... Outras bandas correram no rastro do Mangue e se uniram às que já estavam estabelecidas na cena cultural da cidade. O movimento evoluiu, deixou o mangue, por assim dizer, e culminou na diversidade musical das novas bandas pernambucanas.

Se por um lado é bom saber que a semente deixada por Chico Science deu frutos, o vazio da saudade ainda aperta. Chico Science não era apenas um músico qualquer, criado no bairro de Rio Doce, Olinda, e que ganhou o mundo. Não. Ele representava um dos elementos que permitiu o renascimento do orgulho de ser pernambucano, de gostar dessa cidade, mesmo com todas as suas mazelas. É o olhar para dentro, mas sem barreiras para o que vinha de fora, muito pelo contrário. Suas músicas, mesmo depois de 15 anos, ainda continuam um retrato forte da Veneza Brasileira...

Maracatu Atômico

Manguetown

A Cidade

A Nação Zumbi seguiu em frente, com muito custo. De início, parecia difícil que a banda se sustentaria sem Chico. Como chegar a trabalhos tão notáveis quanto Da Lama ao Caos e Afrociberdelia?Mas eles conseguiram, com Jorge du Peixe, primo de Chico e integrante da banda desde o início, assumindo os vocais. As diferenças entre o que era a Nação Zumbi antes e depois de Chico são notáveis. Eu diria até que algumas vezes nem parece a mesma banda. Mas o que importa é que eles mantiveram forte a memória do Mangue na cabeça das pessoas.


Para terminar esse Videodrome dedicado a um dos maiores símbolos culturais recentes de Pernambuco, posto aqui o documentário Mosaicos - A arte de Chico Science, produzido e exibido pela TV Cultura. Infelizmente, como a incorporação do vídeo estava desativada, fica o link. Cliquem no nome do doc e assistam.

Bem, amigos, até a próxima!
Salve Chico Science!

= = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = = =

Wesley Prado é recifense, leonino, quase jornalista e nostálgico. Lembra da queda do Muro de Berlin. Simplesmente louco por quadrinhos, RPG, livros e cinema. Criador do Caixa da Memória, mas humilde demais para querer ser chamado de deus ou papai.

Um comentário:

Beeb disse...

O tema da semana foi simplesmente perfeito.
Adorei.

Uêba - Os Melhores Links Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!