quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

Futebol Pernambucano = Pelada de Domingo

Assistir aos jogos do Campeonato Pernambucano de Futebol tem sido uma tortura de alto nível. Há tempos não via um estadual tão ruim como este de 2010. As partidas são verdadeiras peladas, futebol de quinta categoria, digna, talvez, daquele campinho de várzea (ou no society), onde o lema é jogar descompromissadamente com os amigos, no melhor estilo Rockgol MTV. Gols que saem pela pura sorte (ou azar, depende do ponto de vista) do jogador. Lances que são verdadeiras lutas de arena, mas que a arbitragem (e os comentaristas...) chamam de jogo de corpo, ou qualquer outro clichê.

A reconstrução do Santa Cruz
O Santa Cruz até que tenta. Contratrou muita gente, chamou técnico novo... Mas como se pode ver após sete rodadas, o Santa vai de mal a pior. Perdeu os dois últimos jogos pelo placar de 3x1, perdeu os dois clássicos do primeiro turno e, antes vice-líder, já caiu para a sétima colocação. E ainda carece de um jogador marcante. No mínimo, triste. Nem sei como a torcida ainda se esforça em comparecer aos jogos...


O (re)embalo do Náutico

O Timbu manteve a (mais nova) tradição de começar o Pernambucano perdendo... Mas se recuperou, também armou-se de novos atletas, mas tem feito um trabalho mais contínuo, mais orientado, para manter-se bem no campeonato. Claro que ainda tem a lástima de depender - e muito - de Carlinhos Bala. Mas melhor ter ele no time dando uma de Bombril (só falta jogar na zaga!) do que nada.

O blasé do Sport
Rubro-negros felizes com a liderança (especialmente depois de fazer 3x1 em cima do Santa nos 96 anos do clube tricolor), além da invencibilidade e do aproveitamento de 80% (fonte: globoesporte.com). Mas convenhamos, o Sport está justamente entre os mais (com o perdão da palavra) cagados no estadual! Boa parte dos gols que tem feito são lances de (muita) sorte, intercalados, vez por outra, por um gol de verdade, suado, bem feito. Está bem na tabela,mas também vai mal das pernas. Vitórias sem emoção. No plantel, perdeu Durval antes do campeonato começar e trouxe de volta Ciro ao estrelato. Falando nele...

A terapia de Ciro
Alguém mais além de mim está vendo que o Pernambucano 2010 está servindo de terapia para Ciro? Certo, o cara tá com o preparo físico em dia, deve ter treinado e colocado a cabeça no lugar após o fiasco de 2009, depois da eliminação na Libertadores... Mas querer comparar o futebol pernambucano ao nível nacional são outros quinhentos! Essa "volta" de Ciro está mais para um "vamos fazê-lo acreditar que está em ótima fase, encarando timecos do próprio estado, para que ao menos tenha chance de chegar ao Brasileirão se achando um grande jogador". Ciro quase caiu de tanta pressão sobre ele ano passado. Se o Sport - e a torcida - exagerar de novo, talvez não haja uma segunda vez, e um grande talento jovem pode se tornar um peso morto para o time. Basta lembrar todas as firulas que o Sport fez ano passado sobre a venda do craque, bolando cada vez mais e no final, quando começou a queda, ninguém queria mais pagar um centavo que fosse por Ciro. Falando em queda...

A "ascensão" do interior (ou a crise da capital)
Todos estão falando numa alta do futebol pernambucano, com os times do interior assustando os da capital. Eu acredito mais, pelo que já foi exposto, numa baixa dos três grandes (Santa, Náutico e Sport), juntamente com a alta dos times do interior. Ou seja: os interioranos não estão jogando uma maravilha, mas dão sinais de melhora inegável; enquanto que os grandes estão em péssima fase, tropeçando em várias pequenas coisinhas pelo caminho. Não fosse assim, Cabense e Ypiranga não estariam entre os quatro primeiros no campeonato. A Cabense chegou a vice-liderança! A surpresa é o Central, normalmente um dos primeiros do interior, e que amarga a penúltima posição, com apenas 5 pontos (12 atrás do líder Sport).

2 comentários:

Caio Viana disse...

Acabei de assistir os dois primeiros episódios da última temporada de lost e só posso dizer uma coisa sobre sua opinião a respeito da série: ledo engano!!!
Meu, irmão, deixa de ser xato. AD&D é do caralho e ninguém muda. Liberdade é liberdade, sem precisar fazer teste e rolar dado pra tudo. A falta de regras não quer dizer falha. é só falta. apesar de serem palavras parecidas tem significados muito diferentes...
Por último, futebol? Porra, 22 machos suados correndo atrás de uma bola e outros tantos mil agarrados torcendo... como é que vc gosta disso, ou pior, ainda tem coragem de comentar.
Adendo: mas o post tava muito bem escrito!!!

Caio Viana disse...

a idéia com o até nossa clarice não foi pejorativa, foi para engrandecê-la, mas sabia que a expressão geraria confusão... ao contrário do que vc possa pensar, gosto muito de lispector.
E pra tirar onda, ela nem brasileira é...

Uêba - Os Melhores Links Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!