segunda-feira, 12 de julho de 2010

[Post Tardio] COPA 2010 - Resumão

Já que não deu pra comentar tudo antes - e não passar vergonha na base da futurologia (salve, Jabulani!) - vamos rever a copa do mundo num post nada relâmpago.


O Mundo de Olho na África
A primeira copa do mundo realizada no continente africano despertou a curiosidade do planeta... Daria certo? Será que a África do Sul tinha condições de realizar a copa nas suas terras? Não só podia como teve condições.



Essasporra...

Torcida Africana Ensurdecendo o Mundo
A FIFA subestimou o poder das vuvuzelas... E o mundo ficou um pouquinho mais surdo depois disso... (juro que eu ouvia direto o som daquelas malditas vuvuzelas, mesmo em dia que não tinha jogo!)


Horrível essa montagem que fiz em Corel Draw, pode falar!

E o Times da África?
Todo mundo queria ver as seleções africanas detonando neste mundial. Todo mundo esperou um arraso. Mas o que se viu foi o esperado: quase todas os africanos cairam já na primeira fase. Só Gana deu show, e mesmo assim não revelou um futebol monstruoso. Ao menos, nos deu uma das melhores e mais emocionantes partidas de todos os tempos! Gana x Uruguai foi um espetáculo, com lances incríveis e emoção até o último minuto! Pena que os cobradores de pênalti do Gana são terríveis... (Gyan, como tu perdeu aquele pênalti dado pelo Suarez, COMO?!)No mais, África do Sul, anfitriã, fez uma campanha digna. Nigéria foi a grande decepção, junto com Camarões e Argélia (sim, fica na África!). Ah, e claro, não esquecer de Costa do Marfim, que revelou um futebol digno de cavalos.


Bola fiadaputa!

MALDITA JABULANI!

Outra falha da FIFA veio com a bola da copa: a terrível, a infiel, a usurpadora de vidas de goleiros inocentes, a maldição para os pés dos atacantes, também conhecida como Jabulani. A bola, feita com tecnologia inovadora, sem costuras, traiu a muitos goleiros e atacantes nessa copa da África. Os efeitos que a bola tomava após um chute fizeram muitos goleiros suarem frio, quando não chorarem, por perder aquela bola que faria sua seleção cair. Os atacantes não conseguiam acertar a pontaria, desafiados pelos caprichos da maior lembrança que teremos desse mundial.
Ela. Jabulani.
Nota: de quem foi a ideia de jerico, na Globo, de botar o Cid Moreira falando "jabuuuuuulaaaaaaaaaaaaaaaaniiiiiiiiii", hein? Porra, aquilo era insuportável!


Cesta dentro do garrafão

Adieu, Le Bleu!...
Uma seleção que já entrou #fail só podia sair como uma das vergonhas da copa 2010. Henry fez aquela jogada de handball nas eliminatórias, tirando a vaga que seria, mais do que de direito, dos irlandeses. Chegou no mundial arrotando valentia contra uma chave que, teoricamente, seria fácil e passou vexame! Inclusive com direito a chilique de jogador contra equipe técnica. O máximo que consegui foi segurar um empate com o Uruguai. Uma vergonha.


Tão comemorando o quê? Vocês perderam, pô!

...Mas feio mesmo foi a Azurra!
A Itália fez a pior da campanha de sua história, isso todo mundo já sabem de cor. Os campeões de 2006 não conseguiram nem uma nesguinha do que se podia chamar de "defesa de título". Foram tão vergonhosos quanto a França, quem sabe até mais. Enfim, deixa a Azurra quieta. Quem sabe eles tomam um gás em 2014 só pra aperriar a Canarinho, hein? (afinal, eles são tetra; mais um título e perdemos a exclusividade do penta)


PORRA, BRASIL!!! PORRA, SELEÇÃO!!!
Mas com certeza o que mais doeu aos brasileiros foi a eliminação da nossa seleção nas quartas de final. Ninguém esperava que a Laranja ferrasse o sonho do hexa. Ao contrário do que muitos disseram - e ainda dizem - a culpa não foi de Dunga (não, gente, nem vem com essa de Dunga Burro, etc, etc. Já esqueceram toda a campanha do cara à frente da seleção nesses quatro anos? Qualé!), nem de Felipe Melo (sim, o cara deu aquela pisada no jogador holandês, mas NÃO, ele não botou aquela maldita bola pra dentro da nossa rede. Contribuiu pra cagada, mas não fez a cagada, compreendido), mas sim do time todo. Claro que o último jogo não foi, nem de perto, parecida com aquela (triste) lembrança de 98, naquela (horrenda) final contra a França, onde Ronaldão e sua turma já entraram derrotados, apáticos, #FAIL mesmo. Dessa vez, ao menos teve garra, disposição, vontade mesmo de ganhar. Faltou pouco para vibrarmos como naquela vitória em 94, contra a mesma Holanda, onde Branco deu seu chute mais putaqueopariuever (ah, se Romário não tivesse dado aquela desviada... Virava vilão e ia direto pro hospital!). Uma pena que os holandeses tiveram mais vontade que nós... (e foda é ainda ter que ouvir piadinha do tipo "a culpa foi tua", porque o maldito Sneijder, carrasco de nossa seleção, atende pelo primeiro nome de... WESLEY! Saco, viu?)


A Maldição do Craque
Messi, Cristiano Ronaldo, Kaká... Não é de agora que os jogadores que são (já foram) considerados melhores do mundo fazem besteiras no mundial seguinte ao que recebem o título. Quem não lembra de Ronaldinho (o Gaúcho) na copa da Alemanha, todo mundo esperando aqueles dribles fantásticos, as piruetas futebolísticas que marcaram sua carreira, e o sujeito vai lá e mela tudo. Foi assim também nesta copa. O que deu espaço para figuras nem tão valiosas assim no álbum dos craques, como Sneijder e Villa.


Copa... América?!
Quase deu. Os jornais das três Américas devem ter ido à loucura com a oportunidade. Parecia mesmo que ia dar. Dentre os 16 classificados para as oitavas, havia 7 americanos. Seis da América do Sul. Um desbunde! Mas a medida que os jogos foram rolando, ficou claro que a bola de cristal dos jornalistas ia de mal a pior (mais sobre videntes abaixo...). Três times cairam nas oitavas (EUA, México e Chile) e mais três nas quartas (Brasil, Argentina e Paraguai). Sobrou para o Uruguai defender a honra sulamericana...


Tirar com a mão: você também faria.

Parabéns, Uruguai!

E como defendeu! Mesmo perdendo para Holanda (porra, como os Laranjas são crueis conosco...) nas semi-finais e para a Alemanha na disputa de 3º lugar, o Uruguai se mostrou um time aguerrido, lutador até o último segundo. A campanha do time foi uma lavada na alma uruguai, após a classificação para a copa na repescagem. Chegou desacreditada, fez uma primeira fase aos trancos (0 x 0 contra França, 3 x 0 contra África do Sul e 1 x 0 contra México), mas chegou ao mata-mata com gosto de gás, batendo Coreia do Sul (2 x 1) e Gana (como já mencionado acima, um dos jogos mais emocionantes da copa, decidido somente nos pênaltis, 4 x 2). Perdeu para Holanda (3 x 2), e ficou com o 4º lugar ao perder para uma Alemanha embaçada, também por 3x2. O Uruguai deu muito sangue pra chegar tão longe. Não levou a taça (uma pena), mas levou uma imensa moral, voltando a aparecer no futebol mundial. Salva de palmas para o Uruguai, Fórlan e a mão santa de Suarez (tá, foi roubada, mas na hora, duvido que você não fazia igual!).


O Profeta de Chtullu (ou quase isso)
Atendendo aos delírios mais nerdístico-rpgísticos, o polvo Paul - que deve ter uma parte com Chtullu, ah, se tem! - virou atração num zoológico alemão por prever os resultados dos jogos da copa. Foram oito acertos, bem mais que muita gente por aí nos bolões da vida! A chance era de 1:256, quase um milagre. Mas o desgraçado do polvo acertou todas! O método era simples: duas caixas de igual tamanho, uma com cada bandeira dos países envolvidos na partida, com comida para o bichinho. A caixa em que ele entrasse e comesse a isca era a indicação do vencedor. Que búzio, tarô e borra de chá que nada! O negócio é o polvo Paul!
Nota 1: os alemães, talvez, nunca tenham desejado tanto comer polvo no jantar após a derrota contra a Espanha, nas semi... Paul, como já se sabe, previu a vitória espanhola...
Nota 2: ninguém aguenta mais a piada (ridícula) "a voz do poLvo é a voz de deus"... já chega, né?

Ah, vai, ele merecia uma homenagem dos campões!

Nosotros Somos Los Campeones

A final da copa foi ontem, 15h30 (20h30, hora local), no tão celebrado Soccer City. Holanda e Espanha. Ambos vindos de uma campanha "sóbria", sem grandes jogadas, sem grandes vitórias. O maior placar da Holanda foi 3x2 contra Uruguai (malditos sejam, seus laranjas!). Foram três 2x1, um 2x0 e um 1x0 (contra o Japão). O melhor que a Espanha fez foi contra Honduras (2x0). Um 2x1 contra Suíça e CINCO jogos em 1x0 (os últimos quatro seguidos). Campanhas magras, futebol de momento, de contra-ataque. Uma final com essas duas seleções prometia ser looonga...
E como foi. Dois tempos mezzo morgados, mezzo aflitivos, com jogadas de parar o coração de tempos em tempos - como a defesa triscada de Casillas, com a bola batendo na pontinha do pé. Nenhum dos times queria arriscar tudo, fazer uma jogada pra acabar o jogo e, por azar, abrir a defesa para o adversário. Jogo travado, inevitável prorrogação.
Primeiro tempo, um terror. De novo. Aflição pura. Fim do tempo. Quase lá.
Segundo tempo. Pênalti à vista. Faltava pouco. Aos 10 minutos, o sai o gol - e o grito guardado na garganta. A Laranja azeda de vez e não consegue ter controle para tentar o empate e levar para os pênaltis. Vitória espanhola. O touro holandês cedeu diante do matador da Fúria. Iniesta deu o golpe de misericórdia. Adios, Holanda! A estrela fica com a Espanha. A estrela e a taça!

- x - x - x -

Esperando pela Copa de 2014... VAI, BRASIL!!! RUMUALÉQUISSA!!! kkkkkkkk

- x - x - x -

Algumas imagens ficaram faltando, mas eu fiquei literalmente cansado de procurar/tentar editar. E já tava passando da hora, daqui a pouco esse post já não era mais tardio, era morto mesmo!

Nenhum comentário:

Uêba - Os Melhores Links Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!