terça-feira, 26 de abril de 2011

[Psicotrópicas] Martírio


Quero ser crucificado, e não quero ajuda
Baterei os pregos eu mesmo. O último não pregará minha mão,
mas meu peito

Vou jogar meu reles corpo no abismo do fim
Sem pretensões idiotas de um dia ser
lembrado como herói

Sangrarei meus pulsos inúteis e sem atitude
e deixarei os corvos beberem do rio que
nascer disso

Não tenho mais pena de mim. Por que haveria?
Sou do tipo que vive de sonhos que morrem
com um sussurro

Se as ondas vêm para me destroçar,
que ao menos eu seja digno para aceitar
que não foi por culpa delas.


Nenhum comentário:

Uêba - Os Melhores Links Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!