domingo, 16 de janeiro de 2011

4


Um filme que já vem chamado atenção dos cinéfilos para esse semestre é Eu Sou o Número Quatro, baseado num livro homônimo de Pittacus Lore (pseudônimo para James Frey e Jobie Hughes). Nove crianças do planeta Lorien são trazidas para a Terra, fugindo da destruição causada pelos Mogadorians, uma raça rival. Essas nove crianças cresceram entre nós e agora, os Mogadorians vêm em sua caça... Para serem eliminados, no entanto, é preciso seguir uma ordem. Os três primeiros já foram para o saco. O quarto, John Smith (Alex Pettyfer, de Alex Rider Contra o Tempo e A Fera, versão moderna de A Bela e A Fera, também para este ano), está prestes a lutar por sua vida... No meio dessa guerra, ele encontra um grande amor, a jovem Sarah Hart (Diana Agron, da série Glee), que o coloca no dilema de lutar pelos últimos de sua raça ou tentar viver um romance com ela.

Apesar de algumas possíveis comparações com Crepúsculo (aquela merda que inaugurou a modinha do "vampiro bonzinho" e que será enterrada assim que Dark Shadows sair...), Eu Sou o Número Quatro tem muito mais ação e um clima típico de HQ's. Não creio que cairá no melodramazinho dos vampiros purpurinados de gordinha tensa Stephenie Meyer. O perigo fica por conta dos roteiristas Alfred Gough e Miles Milar que, entre outras coisas, são responsáveis pela produção executiva de Smallvile, seriado que eu até curtia, embora concorde que tivesse momentos trash em termos de coerência e fidelidade ao Superman dos quadrinhos.

Confiram abaixo o trailer legendado.


Também no elenco: Timothy Olyphant (já mencionei elenco do post anterior, não?), Teresa Palmer (O Aprendiz de Feiticeiro; ela será a Número Seis, e pelo visto, a porradeira do filme, hehe), Jake Abel (Um Olhar do Paraíso e Percy Jackson) e Kevin Durand (o Little John de Robin Hood).

Data de estreia: 18 de fevereiro.

2 comentários:

Caio Viana disse...

Rapaz, tem tudo para ser um novo crepúsculo, como pode muito bem surpreender e ser um filme do caralho também.
Tendo Olyphant no elenco, ator que muito aprecio, e sendo dirigido por D.J. Caruso, diretor que consegue surpreender com produções que pareciam que não iam dar em nada, vale a pena conferir!

Wesley Prado disse...

Pois é, exatamente isso que penso a respeito desse filme. Pode ser um #fail ou um hit.
Só resta mesmo esperar.

Uêba - Os Melhores Links Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!