sábado, 1 de janeiro de 2011

Vibe DuCapibaribe

Atualizado em 02.01.11 às 13:25


Réveillon de boa música, tranquilidade e boa localização, o DuCapibaribe cumpriu a função de festa voltada para alternativos, cults e mangueboys. Tudo junto e sem frescura.




Recife teve uma noite de réveillon daquelas. Em Boa Viagem, Paralamas do Sucesso e Martinho da Vila. Em Olinda, Conxitas e D'Breck na orla. No Enchanté, a festança mais cara de todas, Ivete "ignorou" Salvador pra tocar aqui. E no antigo Maluco Beleza, o lendário espaço onde rolou o primeiro Abril Pro Rock, o que já é suficiente para a importância da aura do local, teve o DuCapibaribe, a festa mais agradável no sentido custo-benefício. Afinal, em que lugar do mundo você paga R$50 pra ver Nação Zumbi e Móveis Coloniais de Acaju, com Del Rey abrindo a noite e DJ 440 dando conta dos intervalos?


Se já não bastassem as atrações, o local foi perfeito. Inicialmente, a festa estava programada para o ser em frente ao Paço Alfândega, à beira do rio, local onde tradicionalmente rola o RecBeat, polo alternativo do Carnaval recifense. Poucos dias antes, a festa foi transferida para o Maluco Beleza, que fica no bairro das Graças, por trás da lanchonete Bugaloo. À primeira vista, não curti muito a mudança, mas depois, tive motivos de sobra pra gostar. Além de ficar num ponto bem central, criou um foco de festa fora do caminho da concorridíssima praia de Boa Viagem, o que deu mais opção a quem pegou ônibus. Além do mais, ficava bem mais perto da casa da minha namorada, o que foi ótimo, pois nem dinheiro gastamos para voltar da festa!


A mudança foi positiva também pelo espaço físico, maior que o do caminho do Paço, que é estreito e daria a sensação de superlotação. No Maluco Beleza, espaço confortável, sem aquele empurra-empurra (exceto nas rodas que rolaram em algumas das músicas de Nação Zumbi :D).


Del Rey: (China + Mombojó) x Roberto Carlos = diversão
Quanto às atrações, preciso nem dizer muito, né? Del Rey, projeto de China com a galera do Mombojó, tocando sucessos do Rei Roberto Carlos. Parece sem graça, né? Muito pelo contrário! Os caras dão uma roupagem bem legal ao som de RC e a coisa fica tão divertida - sem contar a penetração das músicas dele no imaginário musical brasileiro - que é impossível não se pegar cantando e dançando as músicas. Ainda teve uma participação de Alessandra Leão, em "Ciúme de Você". Foi a banda da virada, sem contagem regressiva, o que acho uma fuleiragem sem tamanho, e pouco fogos também. Mas tá valendo!


Nação Zumbi: a parabólica no mangue transmitindo em HD
Nação Zumbi. Os show mais recentes da banda foram fraquinhos. O mais "memorável" de ruim foi a gravação do DVD no Marco Zero, durante o Festival Música Brasil. Mas neste madrugada, Nação Zumbi abalou o chão com seus tambores envenenados, botando a galera pra pular com hits de toda a carreira. Teve desde de "Da Lama ao Caos" até "Futura". Pra variar, o momentos mais pipocos foram quando tocaram "Manguetown", "Meu Maracatu Pesa Uma Tonelada" e "Maracatu Atômico". Mas se engana quem pensa que a NZ vive de sucessos dos tempos de Chico Science! "Propaganda", "Fome de Tudo", "Blunt of Judah" e "Bossa Nostra" foram algumas das músicas da fase pós-Chico que fizeram a cabeça do público.


Outra vez, Nação. Pra começar 2011 com pé direito.
Intervalo. Ainda bem, sem demora, os brasilienses do Móveis Coloniais de Acaju entraram pra bagunçar mesmo com a sua "feijoada búlgara"! Foi o primeiro show que assisti dos caras e posso afirmar o que já suspeitava, ouvindo as músicas em casa: o show deles é muito massa!


Móveis Coloniais de Acaju: saborosa descoberta essa feijoada búlgara!
Nunca vi tanto carisma, tanto envolvimento com o público. Todos os músicos dançando no palco, nove loucos brincando entre si e com a galera, muita energia, cara! Num dado momento, boa parte da banda desceu do palco, foi pro meio do povo e fizeram uma imensa roda, uma "ciranda búlgara", se assim podemos dizer.


Energia e carisma: tremendo diferencial num show de Móveis
Já tinha saído, mas fiquei sabendo que ainda teve o sambão do Patusco, banda de Olinda muito famosa por acá, na região metropolitana. O Réveillon DuCapibaribe tem grandes chances de se estabelecer como uma festa bacana, voltada para um público jovem, entre 20 e 35 anos, com boa música, espaço legal e bem organizado. Minha única queixa a respeito do evento foi no quesito segurança: não estavam fazendo revista em seu ninguém. O máximo que os seguranças faziam na entrada era proibir entrada de bebidas, fosse uma latinha de refrigerante, uma garrafa de Carreteiro (deus do céu, como tem gente que ainda bebe isso?) ou um Johnny Walker Black. Essa brecha poderia ter causado algum incidente que marcaria a noite negativamente. Pra versão 2012, espero que a produção se preocupe mais com isso.


Dia raiando, festa massa, boas energias: 2011 começando bem


Fotos: Yuri Aires


- x - x - x -


Meus agradecimentos ao amigo Yuri pelas fotos bacanas do evento e pelas palhaçadas, junto com sua querida Vânia Louise, durante a noite. Vocês são dez!

8 comentários:

Caio Viana disse...

Parafraseando Martins: "Não tenho o menor respeito por quem fala 'vibe'!"
E eu complemento: Quiça por quem escreve!

Wesley Prado disse...

Caio, um sonoro "vai à merda" pra tu, ok?

Caio Viana disse...

Relaxa, é só pra brincadeira, meu caro! Teria ido pra esse caso não tivesse mudado de lugar e caso Paralamas não tivesse baixado por aqui!

Wesley Prado disse...

Eu sei, pow!
E tu ligando pra mim pra pedir desculpas, kkk, deixa de coisa. Agora, tô ligado que o comentário foi só pra me fazer inveja de que tu vê Martins mais vezes do que eu, né? Tô ligado, kkkk
Abraço

Caio Viana disse...

Foi sim!

Beeb disse...

SEM CONTAGEM? ;/


FUUUUULERAAAAAAAAJIIIIIII

:P

Wesley Prado disse...

Burrice de China, que dois minutos antes da virada, abriu espaço pra galera mandar recados no microfone. Como as pessoas já estavam meio "empolgadas", falavam demais e, quando se viu, já era 2011! #chinaburro :D

Yuri Ayres disse...

ei porra! respetia China, meu irmão, senão vai rolar baruio aaqui!
ahuahauhauhaa!
mas o pior é que é verdade mesmo!
mas os shows foram do caralho, as companhias foram do caralho, não tava lotado e deu pra curtir de boa mesmo!
o artigo ficou massa!

congrats!

Uêba - Os Melhores Links Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!