segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

[Zapost] "A Origem" do meu desapontamento...

Assisti "A Origem" e... sinceramente, não vi nada demais.

Quero dizer, como experiência estética, o filme tem momentos realmente marcantes. Como não se impressionar com a cena da cidade sendo recriada em termos fisicamente impossíveis ou das cenas simulando gravidade zero? Quanto a efeitos especiais e direção de arte, não há do que reclamar.

Agora, em termos de história, de narratividade e, ouso dizer, de ideia, francamente, "A Origem" não tem nada demais. Foi mais o hype de seu lançamento que fez o filme ganhar projeção na mídia e nos cinéfilos.

DiCaprio está a mesma porcaria de sempre, com aquele ranço de Howard Hughes de "O Aviador" que ele parece não largar mais. Pra mim, chamaram mais atenção os coadjuvantes Joseph Gordon-Levitt e Tom Hardy. De resto, atuações normais.

O filme tinha gás pra ser o melhor de 2010. Mas fica tão fixado na sua megalomania que chega a ser enfadonho depois de um tempo. Vi coisas muito mais simples causarem muito mais impacto - como "O Segredo dos Seus Olhos" e "A Rede Social".

Zap.


- x - x - x - 

Zap= palavra que no inglês transmite ideia de rapidez, de algo repentino.  Também pode transmitir ideia de algo chocante, elétrico.
Zaposts= neologismo para textos rápidos, que até poderiam ser desdobrados, mas que dispensam tal necessidade. Ou seja, curto e grosso.

2 comentários:

Caio Viana disse...

Não vou nem comentar demais pq cada um tem seu gosto, só que o de alguns é ruim, como o seu!

Wesley Prado disse...

kkkkk Alguém que gostou de Madrugada dos Mortos não tem envergadura moral pra falar do gosto de ninguém, Caio!

Você disse uma coisa certa: cada um tem o seu gosto. E sobre A Origem, acho que discordamos num ponto muito básico: se é o melhor filme de 2010 ou não. Você idolatra esse filme, eu não. De minha parte, achei que teve coisa melhor no ano passado. Só isso. A Origem foi sim uma decepção pra mim. E olhe que eu segurei ao máximo minhas expectativas. Na boa, achei um filme comum de ficção científica com tom cyberpunk bem leve e que não mudou em nada minha visão sobre cinema, sobre vida, sobre nada. Sorry, buddy!

O mais engraçado é que não digo em momento algum que o filme é ruim. Apenas não é tudo que tanto alardearam.

Uêba - Os Melhores Links Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!